Congregação de N.ª Sr.ª da Caridade

A Instituição

Missão

Sediada no centro da cidade de Viana do Castelo, o Lar da Congregação de Nossa Senhora da Caridade, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, subsidiada pelo Estado, através da Segurança Social.
Tendo como origem o firme propósito e o trabalho de um homem, José da Costa Pimenta Jarro, surgiu em 1779 para servir os mais carenciados da sociedade local.

A Congregação de Nossa Senhora da Caridade está enquadrada dentro da resposta social de Lar Residencial para Idosos e tem por missão principal a promoção da qualidade de vida das pessoas da 3ª idade e das respetivas famílias, ajudando-as a encontrarem soluções adequadas às situações de grande dificuldade, quer no aspeto biopsicossocial quer no aspeto económico-financeiro.

Hoje em dia, tem uma lotação para 150 Residentes, entre homens e mulheres.

Para atingir os seus objetivos, esta Congregação gerida por um grupo voluntário de sócios, conta com o apoio de diversos colaboradores experientes espalhados pelos vários sectores do Lar, que fazendo parte da mesma engrenagem, dão o seu melhor para que os serviços prestados possam atingir a excelência, respondendo adequadamente às necessidades dos Residentes e contribuindo, sobremaneira, para o seu bem-estar.

O que distingue este Lar de muitas outras estruturas similares existentes na área, é que aqui o Residente está no centro de toda a atuação e os valores humanos estão primeiro que os valores materiais.    

Visão

Ter visão significa saber exatamente o que queremos para cumprir a missão a que nos propusemos.

Esta visão torna claro o que ambicionamos – “Queremos atingir a excelência”.

Para que isso seja uma realidade, trabalhamos para humanizar cada vez mais os serviços que prestamos. Trabalhamos para que os Residentes tenham melhores cuidados pessoais e de saúde. Trabalhamos para que os Residentes se sintam pessoas ativas. Trabalhamos para que os Residentes se sintam integrados e felizes. Trabalhamos para que as famílias dos Residentes reconhecendo o que fazemos, se sintam descansadas e felizes por eles. Trabalhamos para que o Lar tenha boas condições de habitabilidade, com melhoria permanente dos seus espaços. Trabalhamos para incentivar a formação contínua dos nossos colaboradores. Trabalhamos para ter colaboradores satisfeitos, motivados e envolvidos na causa. Trabalhamos dando o nosso melhor e gostamos de ver reconhecido, por parte da sociedade em geral, o esforço que desenvolvemos.

Este querer, ao longo dos anos, tem sido norteado por uma estratégia, que nos tem levado a implementar medidas capazes de alcançar resultados positivos, utilizando racionalmente os recursos que temos à disposição. As metas que definimos para cada ano são claras e verificar o seu cumprimento é fácil. São visíveis as intervenções feitas na estrutura residencial e que a têm tornado mais moderna e adequada aos fins que serve. São evidentes os sinais de satisfação dos Residentes com o aumento das atividades socioculturais e físicas e a abertura do Lar ao exterior e a estágios curriculares e profissionais. São evidentes os efeitos das ações de formação dirigidas aos colaboradores que têm sido realizadas anualmente em parceria com diversas entidades.
   
O mérito deste propósito é de fazer bem sem gastar muito. É de concretizar ambições, dentro das possibilidades, sem comprometer o futuro. Dentro desta organização todos sabem as suas tarefas. Não há perda de recursos humanos e materiais. Não há duplicidade de funções nem gastos supérfluos. Não nos podemos esquecer que o Lar é subsidiado pelo Estado e que os Residentes, na sua maioria, pagam mensalidades muito baixas.

Valores

Este Lar é movido por princípios humanistas, que colocam o Homem no centro da sua ação.


Quem aqui trabalha deverá interiorizar que o fator humano é o elemento chave para o desenvolvimento de qualquer atividade. Neste Lar são respeitadas a dignidade, a individualidade, a autonomia, a capacidade de escolha, a privacidade, a confidencialidade, a igualdade e a participação, que se concretizam nos direitos dos Residentes.

Também estão definidas regras claras de atuação no dia-a-dia de todos os colaboradores, quer se trate de trabalho remunerado ou voluntário. A assunção das referidas regras é uma das nossas exigências. Além disso, temos a certeza que todos os colaboradores acreditando na qualidade e na bondade do seu trabalho se tornarão mais produtivos e motivados para prosseguirem.

Atingir os nossos objetivos passa por sermos exigentes:

. Na definição clara dos direitos e deveres de todos (Estão definidos os direitos e os deveres dos Residentes. Relativamente aos colaboradores e sem esquecer o que está legalmente estabelecido, estes têm esclarecimentos exatos sobre a orgânica do Lar, sobre a distribuição de responsabilidades, sobre o seu papel na referida orgânica);

. No rigor e exatidão na gestão de todos os atos;


. Na transparência na atuação; (desenvolvimento de atividades de uma forma aberta e acima de qualquer suspeita).

Só seguindo estes princípios e valores o nosso Lar poderá agir com ética e justiça.

Só seguindo estes princípios e valores poderemos atingir os objetivos a que nos propusemos.

 

“O que distingue esta Instituição de muitas outras similares, é que aqui o utente está no centro de toda a atuação e os valores humanistas estão primeiro que os valores materiais.”
Conheça os nossos serviços